Planos/Seguro-Saúde

Sem exame de admissão, plano não pode alegar obesidade preexistente

A Unimed não conseguiu reverter decisão da Justiça do Espírito Santo que havia determinado o pagamento de cirurgia bariátrica a um segurado de Mossoró (RN). Como a seguradora não fez, no momento da admissão do homem, exame que comprovasse a pré-existência da doença, a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça confirmou a decisão.

“Mostra-se ilegítima a negativa do plano de saúde em cobrir as despesas da intervenção cirúrgica”, disse o relator do caso no STJ, ministro Luis Felipe Salomão. Ele lembrou, ainda, que a cirurgia serve de tratamento para outras patologias que acompanham a morbidez.

O plano de saúde havia se recusado a cobrir as despesas com a cirurgia de redução do estômago. Por isso, o segurado pediu antecipação de tutela para que o procedimento, conhecido como gastroplastia, fosse feito. O pedido liminar foi concedido pelo juiz de Direito da 5ª Vara Cível de Mossoró (RN). A decisão teve como base o Código de Defesa do Consumidor.

De acordo com o homem, uma declaração de saúde foi preenchida antes da adesão. As respostas foram, mais tarde, verificadas por um médico credenciado à Unimed. Na época do ajuizamento da ação, o segurado pesava 160 quilos.

No entanto, a Unimed argumentou, no recurso, que o plano optado pelo segurado “não cobria procedimento cirúrgico relativo a doenças pré-existentes antes da carência especial de 730 dias”. O relator não concordou com a alegação. Para Luis Felipe Salomão, a seguradora “não se precaveu mediante a realização de exames de admissão no plano, sobretudo no caso de obesidade mórbida, a qual poderia ser facilmente detectada”. Com informações da Assessoria de Comunicação do STJ.

Fonte: Conjur

130 pensamentos sobre “Sem exame de admissão, plano não pode alegar obesidade preexistente

  1. Dr Luciano, aderi ao Sulamérica em 08/08/2011 sem fazer exame de perícia. Estou em tratamento psicológico para tratamento de ansiedade, pois desde nova luto contra o peso com remédios, exercícios, etc. Não faço mais tratamentos endocrinológicos, agora estou só no psicológico para tentar lutar contra o peso.
    Estou engordando praticamente em escala PG!!!
    Estou fazendo alguns exames para diagnósticos de diabetes, labirintite, disturbio de ansiedade, apnéia, etc.
    Caso eu tenha a indicação da cirurgia, o plano pode me negar por doença pre existente?

    OBS: na declaração de saúde consta alt 1,63 e peso 78kg. Hoje, 2 meses depois, já estou pesando 90kg

    • Claudia,

      se houver indicação médica de cirurgia de forma fundamentada o plano deve cobrir, não podendo alegar a preexistência se não exigiu o exame clínico no momento da contratação. Havendo urgência na realização da cirurgia, nem mesmo a carência normal de 6 meses pode ser exigida, devendo ser autorizada de imediato.

      Abraços.

      • Dr Luciano, lendo agora sua resposta me gerou uma dúvida. Onde na lei está escrito isso? Ou, se não é na lei, tem alguma jurisprudência? Além do mais, o que a Anvisa entende por co-morbidades?

      • Olá Cláudia,

        este posicionamento não está na lei não. É entendimento jurisprudencial dos tribunais.

        Quanto às comorbidades, consideram-se como tais as doenças (agravadas pela obesidade e que melhoram quando a mesma é
        tratada de forma eficaz) que ameacem a vida, tais como diabetes tipo 2, apneia do sono, hipertensão arterial, dislipidemia, doença coronariana, osteo-artrites e outras.

        Abraços.

      • Existe uma questão tb de se valer do Código do Consumidor, certo? Outra dúvida, entrar com liminar sendo representado por um advogado particular é mais eficaz do que com a defensoria pública? É mais rápido tb?

      • Claudia,

        os planos de saúde sujeitam-se, sim, ao Código de Defesa do Consumidor.

        Quanto à defensoria pública, ela se destina a pessoas que não tenham condições financeiras de arcar com a contratação de um advogado. Obviamente, se você puder contar com o apoio de um profissional especializado, seria o ideal.

        Abraços.

    • Tenho uma duvida, quando fiz o plano sulamerica não fui informada que meu plano era de grupo, e na verdade só depois que fiquei sabendo que não deveria ter carência, quando fiz a vendedora me informar que a carência era de 4 meses que estava com essa promoção. Depois no ato da adesão eu informei a vendedora do meu peso e minha altura, meu IMC era de 40 que no momento eu já tinha obesidade mórbida, depois olhei o contrato e vi q ela tinha colocado outro peso bem inferior a qual informei a ela. Mesmo assim neste período de carência realizei todos os exames, e os médicos me passaram relatórios médicos indicando a cirurgia. Foi enviado para o plano eles negaram por não ter comprido a carência que no caso só terminam em 6 meses para esse procedimento. Mas se a carência foi de 4 meses o q faco. Me encontro cheia de dores, pressão alta, apneia do sono, as duas rotulas do joelho soltas, e ainda o IMC foi para 43.

      • Um IMC de 43 representa um sério risco à sua saúde e, eventualmente, pode ser possível discutir judicialmente. Mas seu caso é complexo por envolver a questão da declaração de saúde com dados equivocados. Se você já tem toda a documentação com a indicação da cirurgia, sugiro que procure pessoalmente um advogado de sua confiança para melhor analisar o caso e verificar se é possível ingressar com uma ação.

    • Boa tarde.

      Adquiri o plano particular especial 100 da Sul América.
      Sou obesa mórbida grau 3 há 5 anos com 120kg imc42,3, porém Quando fiz a adesão tinha 92kgs e 6 meses depois engordei tudo e novo. No contrato diz que tenho carência de 6 meses pra internações e cirurgias. Já conversei com meu médico e ele indicou a cirurgia.
      Será que que consigo com todos os laudos e indicação médica meu plano autoriza?
      Grata.

      • Possivelmente haverá negativa baseada em preexistência, cujo prazo de carência pode chegar a 2 anos. Caso neguem a autorização, pode-se avaliar, no caso concreto, a viabilidade de buscar garantir a cobertura através da via judicial.

  2. Hum, interessante. Estava questionando mto pq minha irmã estava em processo de autorização junto à Unimed para a cirurgia bariátrica e estava com medo de ser negada, mas ela acabou de me ligar e disse q obteve a autorização!!!!

  3. Dr.Luciano, boa tarde. Meu plano é Unimed Paulistana, tenho ele desde janeiro/2011. É um plano empresarial, do banco onde meu marido trabalha. Meu IMC é de 45, não tenho comorbidades. A diabetes está no limite e minha família é toda obesa. Já fiz cirurgia de Banda Gástrica, mas não deu resultado. O cirurgião me encaminhou pra fazer a cirurgia bariátrica e na mesma retirar a banda. O plano quer que eu passe pela Medicina Preventiva, e assim liberar a cirurgia daqui 1 ano. Gostaria de saber se tem algo que eu possa fazer para não passar por esse programa, e como eu devo fazer.

    Obrigada

    • Olá Paulina,

      A exigência da Medicina Preventiva é totalmente abusiva e ilegal.

      Com um IMC de 45, o risco à sua saúde é muito grande e, esperar 1 ano para fazer a cirurgia é umabsurdo pois pode haver um agravamento da sua saúde.

      Se você tem indicação médica de cirurgia, é possível ajuizar uma ação para afastar a exigência do prazo de medicina preventiva e garantir a realização da cirurgia o mais rápido possível. Uma liminar pode ser obtida em questão de dias.

      Abraços.

  4. Dr Luciano, então quer dizer que um IMC 45 o plano não poderia nem pensar em negar? Uma mulher da minha igreja teve a cirurgia negada e ela tem IMC maior q 45…

    • Olá Cláudia,

      os motivos de negativa são os mais variados possíveis. Eventualmente o paciente pode ter o índice indicado para a cirurgia mas não preencher algum outro requisito (carência, por exemplo).

      Por isso, quando há uma negativa, o ideal é consultar um advogado especializado para que se verifique se a negativa é justificável ou é abusiva.

      Se for abusiva ou ilegal, a questão pode ser discutida judicialmente.

      Abraços.

  5. Dr Luciano , estou passando por um problema quase igual o da claudia , meu i imc no momento é de 46 , estou com todos os papeis prontos inclusive laudo do cirurgiao falando do grau de risco que estou sofrendo por ter artrose nos 2 joelhos e esporão de calcaneo , alem de comorbidades tipo hipertensao , esteatose hepatica etc , meu plano é unimed empresarial , foi feito sem carencia , um acordo do plano e a empresa q sou funcionaria , agora nao querem liberar minha cirurgia alegando q minha obesidade é uma patologia pre existente ,como eles podem saber se quando fiz o contrato e respondi a entrevista nao me pediram pra informar nem peso nem altura?tenho 1 ano e 5 meses de plano …

    • Olá Genilda,

      a negativa, a princípio, parece ser abusiva. Eventualmente cabe medida judicial para garantir a imediata realização da cirurgia conforme indicado.

      Abraços.

  6. Olá??? Estou com um problema. Tenho um plano empresa pela qualicorp a um ano. Quando fiz o plano o corretor não deu o contrato para eu preencher. Ele mesmo preencheu e eu só assinei. Ele colocou meu peso 70 kg, na época eu pesada 102kg. Estou com minha cirurgia bariátrica marcada para dia 26/11/2011. Dei entrada na Unimed para autorização no dia 19/10/2011 e no dia 01/11/2011 recebi uma notificação que tenho um doença preexistente e corro o riso de fraude (perdeu o plano) isso pode ocorre? Estou com uma entrevista médica para o dia 07/11/2011. Será que eles vão cancelart esse contrato e fazer outro? Vou perder esse um ano de carência? Ajuda-me por favor!!!

    • Olá,

      havendo fraude o plano pode ser cancelado, sim. No seu caso, no entanto, em que não foi você quem preencheu a declaração de saúde e o plano não exigiu exame prévio para contratação, talvez seja possível discutir a manutenção do plano e o afastamento da carência.

      trata-se de caso um pouco mais complicado. É recomendável que consulte pessoalmente um advogado.

      Abraços.

  7. Então essa visita que terei no dia 07/11/2011 para uma entrevista médica com a Unimed Rio. Eu faço o quê? Procurar um advogado especializado em que área?

  8. Ía esquecendo hoje peso 135kg. Estou com medo de recorrer e ter que pagar todos os gastos e de perder esse uma ano já pago.

  9. Olá! Minha irmã está numa situação semelhante as apresentadas acima. Possui um plano unimed desde 27/12/2010 e na realização do mesmo foi colocada carência por doença pré-existente, impedindo a cirurgia bariátrica antes de 2 anos de carência. Seu IMC na contratação era de 36 (sem indicação para cirurgia bariátrica). Hoje seu IMC é 44 e possui inúmeras comorbidades bastante agravadas e com indicação de urgência pelo médico clínico-geral. Já tem encaminhamento para a cirurgia, falta apenas os laudos de nutrição e psiquiatria para entrar com o pedido na unimed, que segundo a atendente, por causa da carência será negado. É necessário essa negativa para poder recorrer na justiça para a quebra do período de carência?
    Ela não fez exames clínicos na época da contratação, mas assinou o contrato com as restrições.
    Ela tem dores abdominais, cansaço e crises hipertensivas que a impedem de trabalhar e por isso está depressiva. A família tem dificuldades financeiras, inclusiva para pagar o plano. É possível ganhar essa causa para liberação da cirurgia?

    • Caroline,

      diante de seu relato, considerando que há indicação da realização da cirurgia em caráter de urgência, é possível afastar a exigência de carência, sim. Há precedentes judiciais favoráveis nesse sentido.

      Abraços.

  10. Boa noite, quem faz o pedido de cirurgia de urgência?
    Fiz o plano da greenline em out/2010 e já possuía IMC 43, hoje estou com o IMC 46, os dois são obesidade III, comecei agora a fazer os exames, mas ainda não passei com o cirurgião, estou na etapa inicial, com a endócrino, gostaria de saber ser há a possibilidade de ser operada antes dos 24 meses, também possuo comorbidades, como diabetes mellitus, adquirida após a assinatura do contrato do plano.

    Obrigado

    • Olá,

      Via de regra, no caso de doenças preexistentes, a carência é mesmo de 24 meses, exceto em casos de urgência/emergência.

      Quem determina a urgência no procedimento são os médicos especialistas. Uma vez determinada a urgência e negada a autorização do procedimento pelo plano, é possível discutir judicialmente. Há muitos precedentes judiciais favoráveis.

      Abraços.

  11. Boa tarde!
    Gostaria de saber é possivel reduzir a carencia de 2 anos para doenças pré existentes, tendo em vista que tenho um imc acima de 48 ?

    Obrigada

    • É necessário verificar os dados que foram informados na declaração de saúde quando foi feita a contratação, bem como se houve exame médico prévio. Além disso, mesmo que a doença seja preexistente, eventualmente é possível afastar a carência se houver urgência na necessidade de realização do procedimento.

      Com um IMC de 48, evidentemente há riscos sérios à sua saúde. Se isto estiver documentado por escrito, pode haver base para discussão judicial, sim.

      Abraços.

    • Ainda nao fiz o plano de saude. É um plano empresarial sem carencia, vou tentar entrar como dependente do meu esposo.

      Obrigada pela resposta.

  12. dr tenho umc 40 passei no indoclinologista ele me falou que meu caso é cirurgico tenho convenio da greenlaine há sete meses é da empresa sera que consigo peso 100 kilos tenho 1.60 de altura

    • Renata,

      Se houver indicação médica fundamentada acerca da necessidade da cirurgia, não há porque o plano negar a autorização. Passe normalmente com o cirurgião e demais especialistas indicados e encaminhe a solicitação ao plano.

      Caso haja negativa, é preciso verificar o motivo e, se for o caso, questionar judicialmente.

  13. doutor meu plano é sem carencia pois e pela uzina sao feitos para funcionarios e familias mas so tenho a cinco mezes e estou na fase final de meus izames para cirurgia bariatrica estou com 117k e imc 47 doutor sera q eles me libera para a cirurgia

  14. Olá, boa tarde!
    Estou em processo para realizar a bariátrica, minha unimed é a paulistana e é empresarial. Quando o contrato foi fechado a cerca de 1 ano atrás eu não passei por nenhuma avaliação, e não preenchi nada. Foi tudo feito pelo RH da matriz que fica em outra cidade.

    Decidi fazer a bariátrica porque fui uma criança e adolescente gordinha e uma jovem obesa, faz muitos anos que não consigo diminuir meu peso e ele só aumenta, mesmo com diversos tipos de tratamento. Antes desse processo liguei na unimed e questionei sobre carências e fui informada que não havia, então dei continuidade ao processo. Tenha 27 anos e meu IMC é 51 como co-morbidade, hipertensão arterial, dores nos joelhos e dificuldades respiratorias e mesmo assim a unimed negou a cirurgia.

    Como devo proceder?

    • Qual o motivo alegado pelo plano para a autorização da cirurgia?

      Dependendo do caso, a forma mais rápida de conseguir a liberação da cirurgia é através de uma ação judicial.

      • Eles alegam que é doença pré-existencial e que por isso há 2 anos de carência. Só que ao ligar, antes de iniciar o processo nada me foi informado sobre esta questão pré-existencial. Como sou de Campinas, foi feito por intercambio da unimed daqui e com a negativa acabei entrando em contato com a central da paulistana.

      • Se o plano empresarial conta com mais de 30 beneficiários, não pode haver exigência de prazos de carência.
        Lhe encaminhei um e-mail com meus contatos, caso tenha interesse em uma análise mais detida.

  15. Bom dia, meu caso é igualzinho ao da Aliene, fiz o plano em 20/02/2012 pesava 85kg e media 1,60..no dia da contratação não foi exigido a presença de um medico e nem foi solicitado exame nenhum, pra comprovar pre-existencia. no dia 02/07 meu medico solicitou a cirurgia e marcamos para dia 01/08/2012, pois hoje me encontro com 123kg e 1,58 imc 49,27!, foi negado a cirurgia 31/07/2012, entrei com pedido de liminar 23/08 a juiza negou, pediu contestação pra sul america e vai marcar audiencia..queria saber se tenho alguma chance, pois hoje estou com problemas ..falta de ar, depressao, dores nas pernas, pes e lombar, nao consigo dormir..etc

    • Chances você tem, considerando que há precedentes judiciais favoráveis para situações parecidas. No entanto, concretamente, apenas verificando os documentos que foram apresentados quando você entrou com a ação, quais os argumentos foram utilizados, etc.

      Por isso o ideal é sempre consultar um advogado antes de entrar com a ação. Depois que já deu entrada, fica muito mais difícil corrigir alguma falha…

  16. OLA,EU PESO 89K,1,63, MEU IMC É 33,9.JÁ FIZ TODOS OS EXAMES PARA A CIRURGIA BARIATRICA POIS TENHO DIABETES.FIZ PERICIA MAS SEM EXAMES CLINICOS,SO UMA ENTREVIST. MEU CONVENIO É CAMED EMPRESA.ESTOU TOMANDO INSULINA 4X AO DIA.QUAIS AS MINHAS CHANCES P/ FAZER A CIRURGIA.JA DEI TODA A DOCUMENTAÇÃO P/ O CONVENIOP/ FAZER A CIRURGIA EM DEZEMBRO. POR FAVOR ME ORIENTE CASO SEJA NEGADO O QUE POSSO FAZER.
    ESTOU MUITO ANSIOSA E DEPRIMIDA COM RECEIO DE SER NEGADO.QDO FIZ A PERICIA FUI ORIENTADA A NEGAR TUDO E AGORA ESTOU C/MEDO.
    AGUARDO RESPOSTA DESDE JA AGRADEÇO.

    • Sua ansiedade é compreensível, mas a melhor coisa a fazer é aguardar um posicionamento do plano. Caso haja negativa (e tendo conhecimento do motivo eventualmente alegado pelo convênio), aí sim será possível analisar o caso concretamente e definir se é cabível discutir a questão judicialmente e, se for o caso, buscar uma liminar.

  17. Boa tarde! Ja fiz todos os exames para cirugia bariatrica e a unimed rio não liberou a cirurgia alegando que estou fora dos padrões da ans, imc de 35, tenho comorbidades, como hipertensão, dores articulares,esporao,e um cisto degenerativo no joelho por causa do peso e ronco.
    Liguei pra ans, eles ja entram em contato com a qualicop, e ficaram de da novo parecer, se eles negarem o que faço? tenho chances de ganhar na justiça?

    • Havendo indicação médica fundamentada da necessidade de cirurgia, a discussão judicial pode ser viável, sim. Seria necessário aguardar o posicionamento do plano e, diante de negativa, procurar um advogado de sua confiança para analisar concretamente o caso e verificar as medidas cabíveis.

  18. Boa Noite! Procurando sobre o assunto encontrei este local que me deixou com mais duvidas ainda….kkkk…. Eu tinha um plano que nao cobria cirurgias e internação desde 2006, nenhum plano cobria a carencia. Tenho uma miocardiopatia hipertrófica grau III, artrite degenerativa nos 2 joelhos. fui a uma consulta com o cardiologista que me acompanha e ele me disse que terei que operar meu coração, mas que eu precisava antes realizar a gastroplastia, então resolvi trocar de plano para realização, com conforto, das duas cirurgias. Minha carencia nao esta nem no inicio, minha duvida é: Com certeza o plano vai recusar, mais nao fui pericia nenhuma, corro o risco de conseguir uma liminar na justiça, tendo estes problemas? Como devo agir?

    • Pelo que entendi, você tinha um plano desde 2006 e trocou (ou pretende trocar) para outro, correto? Se essa troca for feita através do sistema de portabilidade, você poderia ficar isenta do cumprimento de novos prazos de carência.

      Caso contrário, sua cardiopatia certamente poderá ser encarada como uma preexistência e poderá te sujeitar a um prazo de carência de até 24 meses.

      Por outro lado, se você informar a doença e o plano não te submeter a perícia médica, eventualmente você poderá discutir judicialmente, para afastar a carência. Outra situação possível é demonstra a urgência na realização do procedimento.

      Enfim, seu caso é um pouco mais complexo e seria recomendável uma análise mais detida para apontar as opções viáveis

  19. Boa Tarde, sou cliente da Unimed pela qualicorp, plano de adesão coletiva. Sou cliente desde outubro de 2010, prrenchi um formulario no qual na época meu IMC era de 26, sempre tive efeito sanfona, e nessa época eu estava até com um peso bom. Agora 2 anos e 6 meses estou com IMC de 40. Queria mto fazer a cirurgia, tenho comorbidades, hipertensão e problemas na coluna. Ja tentei de tudo sempre fui obesa e em aguns momentos conseguia emagrecer, agora depois da gravidez ta mto dificil. Gostaria de saber se a Unimed pode me negar o procedimento alegando os 5 anos de tratamento clinico de emagrecimento, ja q meu imc em 2010 era 26?

    • Não podem negar sob esse argumento. As resoluções com os critérios clínicos para indicação cirúrgica mencionam a realização de 2 anos de tratamento clínico sem resultados. Além disso, cabe ao médico determinar se o paciente tem ou não indicação cirúrgica. Havendo negativa do plano, pode-se recorrer à via judicial.

  20. Ola bom fiz o plano da unimed a 3 meses tenho descontrole de peso fiz tratamento puplico a muito tempo..costumo engorda e emagrecer quando fiz o plano estava com 77Kg a tres meses atraz agora parei de tomar esses remedios manipulados para emagrecer ja estou com 90Kg quero fazer a redução de estomago a unimed pode negar poque meu plano so tem 3 meses e na epoca o medico da pericia nao colocou doença pre existente porque nao estava com o peso elevado

    • Ainda que o paciente apresentasse quadro de obesidade mas no momento da contratação não houvesse indicação de tratamento cirúrgico, não há que se falar em doença preexistente. Caso haja negativa, eventualmente pode discutir judicialmente.

  21. Boa noite Dr.
    Possuo 25 anos, 1,64 de altura e hoje peso 105kg. Fiz meu plano de saúde no final de novembro, com data de início em 03 de dezembro de 2013. Quando preenchi o formulário, fui pesava e medida por uma funcionária do plano, que constatou que meu IMC à época era de 34,2. Hoje, meu IMC é de 38,6. Quando fiz o plano minha obesidade era classificada como obesidade grau 1 e hoje se classifica como grau 2. A carência do meu plano é de 6 meses para cirurgias e 2 anos para preexistência. Sempre fiz tratamentos para emagrecer, mas sempre perdi pra balança. Nesse caso, se houver indicação médica para realização da cirurgia bariátrica, a carência que eu devo cumprir é a de 6 meses ou de 2 anos? Me enquadraria na preexistência?

    • Com o IMC verificado no momento da contratação não se caracterizava preexistência. Assim, se houver indicação médica, o plano deverá cobrir sim. Caso haja negativa, pode-se eventualmente discutir judicialmente.

  22. Boa noite Dr.
    Aderi ao meu plano de saúde e na entrevista que eu mesma preenchi, coloquei meu peso 105 quilos e altura 1.57 e na questão: se me considerava obesa respondi que sim, depois fiquei sabendo que ao colocar isso o plano pode considerar doença preexistente ( nenhum médico ou outro profissional me avaliou)… enfim, mas mentir creio que também não seria a melhor alternativa pelo que li nas postagens acima. Eu ainda não fui em nenhum médico pois estou a espera dos 30 dias de carência para consulta, gostaria de saber se consigo através de medida judicial antes desse período de dois anos ou até mesmo antes dos seis meses pois meu IMC é 42,68.

    • Com um IMC declarado superior a 42 no momento da contratação, você apresenta, sim, um quadro de preexistência e estaria sujeita à observância do prazo de carência de até 24 meses para procedimentos de alta complexidade relacionados ao tratamento de obesidade. A única exceção ficaria por conta de algum procedimento ser indicado em caráter de urgência. Nesta hipótese, seria possível buscar afastar a exigência do prazo de carência.

  23. Boa noite Dr.!
    Meu marido fez um plano empresarial de 03 a 29 vidas com carência reduzida para 30 dias, inclusive para cirurgia bariátrica no dia 20/09/2013, a proposta foi toda preenchida pelo corretor onde pode verificar agora depois de ler alguns comentários aqui que ele declarou meu peso de forma errada, meu peso era 96 kg e 1.67 ele escreveu que meu peso era 69 kg e 1.69 cm assim com o peso de meu marido e de meu filho ele também escreveu errado. Estou com pedido da bariátrica em mãos, meu peso hoje é 105 e meu imc 37 mais hipertensão e artrose no joelho. Minha cirurgia pode ser negada?Se isto ocorrer como devo proceder?

    • No momento da contratação o consumidor deve ficar atento às informações lançadas na declaração de saúde, ainda mais quando são escritas por terceiros, justamente para evitar problemas. Encaminhe a documentação ao convênio e aguarde posicionamento sobre a autorização ou não da cirurgia. Caso haja negativa, deve-se verificar o motivo para avaliar a possibilidade de eventualmente discutir judicialmente.

  24. Hoje me ligaram da golden, dizendo que receberam minha solicitaçao, mas alegam que minha doença é pre existente, perguntei a pessoa que me ligou se era uma negativa e ela disse que nao, que iria mandar um documento pra eu assinar e datar confirmando que eu ja tinha obesidade na contrataçao do plano, que tambem vai mandar a senha mas eu não posso usar se não a golden vai abrir um processo adm pra rever contrato. Isto é legal?

    • Pelo que você informou, seu peso correto no momento da contratação era de 96Kg e 1.67m de altura. Com isso, seu IMC seria de 34.4, o que tecnicamente não configura preexistência (só é considerado com IMC acima de 35 com alguma comorbidade). Assim, você não é obrigada a assinar este documento, pode requisitar uma nova perícia e, dependendo da situação, discutir judicialmente.

  25. Onten a tarde tornaram me ligar do plano e disseram que iria mandar a senha e o documento pra eu assinar, ela me disse que eu posso usar a senha, mas corro o risco de pagar pelo procedimento. Ligue pra ANS e eles me disseram que o plano tem razao.

  26. Tenho 32 anos, diabetes, hipertenção, colesterol alto e problema no menisco do joelho esquerdo. Estou com toda documentação e ja enviei ao plano AMIL BLUE 200. Ingressei no plano em maio de 2012. Quero saber se o plano pode negar.

  27. Olá…Tenho o convenio SAÚDE SISTEMA e entrei com um pedido de cirurgia bariátrica.
    Na época da contratação do plano, NÃO PREENCHI a declaração de saúde( a própria corretora preencheu) e escreveu um peso bem abaixo do que eu pesava na época…tenho a indicação para a cirurgia e um laudo pedindo a cirurgia,atestando falhas de tratamentos clínicos.Meu IMC é de 37 e tenho muitas dores no joelhos comprovando co morbidades através de exames e relatório. A negativa procede?
    Se sim, quais os procedimentos deverei seguir?
    Obrigada

    • É necessário avaliar concretamente a documentação que você possui, bem como a justificativa de eventual negativa. O ideal é que procure consultar pessoalmente um advogado de sua confiança para avaliar as medidas cabíveis.

  28. Boa tarde,
    Estou entrando com autorizaçao para cirurgia bariatrica junto a unimed. Meu plano foi feito pela qualicorp. Tenho o mesmo plano a um a tres meses. Possuo comodidades preocupantes. Ha possibilidade da unimed negar a cirurgia?

    • Eventualmente pode haver negativa baseada em preexistência. Caso isso ocorra, é altamente recomendável que procure consultar pessoalmente um advogado para avaliar concretamente a situação e verificar se a negativa é justificável ou não.

  29. Bom dia !!!! Tenho uma duvida fiz o plano em setembro de 2012 com meu peso de 75 , fiz unimed particular na época não tinha peso pra cirurgia nem necessidade não fui pesada nem medica qdo fiz o atendente so anoto o peso e a altura , hj dois anos depois estou com 106 kg e meu medico indico a cirurgia bariátrica ja estou fazendo todos os exames e estou com medo da unimed não liberam sendo que agora em setembro acaba a carência de 2 anos pra pré existente! Passando os 2 anos de pre existência a unimed pode nega?

  30. BOM DIA…. TENHO UMA DÚVIDA. FIZ O PLANO DE SAUDE DA UNIMED EMPRESARIAL E NA ÉPOCA QUE FIZ O MESMO TINHA O PESO DE 100 KLS E IMC DE 33 (OBESIDADE GRAU I) SENDO ASSIM NÃO TINHA INDICAÇÃO CIRURGICA. TODAVIA HOJE 1 ANO E 1 MES QUE ESTOU NO PLANO TENHO IMC DE 42 E PESO 129,00 KLS. DEI ENTRADA NO PEDIDO DE CIRURGIA E O MESMO FOI NEGADO PQ SENGUDO A UNIMED NÃO TENHO 2 ANOS DE PLANO. EU TERIA CHANCES DE REVERTER ESTA NEGAÇÃO JUDICALMENTE. SEGUNDO A UNIMED EU TERIA QUE ESTAR COM OBESIDADE MORBIDA HA 5 ANOS PRA REALIZAR A CIRURGIA ANTES DA CARENCIA. O QUE POSSO FAZER AGORA? AGUARDO. OBRIGADO

    • Havendo indicação cirúrgica da necessidade do procedimento, é possível discutir judicialmente para garantir a cobertura, ainda que alguns critérios objetivos (como os 5 anos de obesidade mórbida) não estejam preenchidos. Deve prevalecer a indicação médica.

  31. Bom dia.
    No dia 01/05/2014 começou a vigencia do meu plano de saude, quando assinei o contrato foi solicitado a minha altura e meu peso, tenho 1,76 de altura e na epoca pesava 150kg, meu imc já era de 48 grau lll , o corretor não disse nada, NÃO passei por nenhuma pericia. Perdi meu pai e entrei em depressão, ainda não estou 100% , mas estou em acompanhamento médico, passo com psicologo, endocrino, cardiologista, gastro . Devido essa depressão, meu peso atual é 176kg imc de 56. Tenho pressão alta, diabete, apnia de sono, gastrite. Minha medica solicitou com urgencia a cirurgia bariatrica, o plano de saude pode negar o pedido mesmo ainda na carencia e em carater de ugencia? Aguardo resposta

    • É possível que o convênio negue autorização baseada em quadro preexistente. De qualquer forma, por se tratar de indicação em caráter de urgência, e uma vez que você não foi submetida a perícia médica prévia, eventualmente pode-se discutir judicialmente para garantir a cobertura.

  32. Dr bom dia!
    Sou funcionária e tenho convênio da Porto Seguro.
    quando passei no medico a 8 meses atrás meu IMC era de 35 ele recomendou a Bariatrica, mas eu não tinha comodidade algum, apenas muita dificuldade de emagrecer e algumas dores nas pernas que não apareciam nas cirurgias.
    Na ocasião o médico disse que o meu plano é o pior para pagamento da equipe e que só paga R$ 1.500,00 para toda a equipe e que eu teria de pagar a diferença de pelo menos R$ 10.000,00 para a equipe dele me avaliar.
    Acabei desanimando e tentei emagrecer (mais uma vez) pelas vias comuns.
    Ocorre que hoje estou com IMC de 37.10 e novamente pensando nessa alternativa, mas continuo sem comorbidades (diabetes, pressão etc)…
    Até pensei em aderir ao plano da Unimed paulistana para poder fazer a cirurgia já que a porto é “ruim de negócio” mas é se eles me negarem vou gastar mais dinheiro a toa. Ou devo tentar pelo da Porto? Mas aí meu médico não aceita fazer porque a empresa paga muito pouco.
    Preciso muito da cirurgia pois não paro de engordar e não consigo emagrecer pelas vias comuns.
    Peço que me de alguma sugestão já que eu estou sem saída…

    • Se houver indicação médica da necessidade do procedimento e declarar que não se trata de tratamento meramente estético, o convênio deverá autorizar e cobrir (pouco importa qual convênio seja). Além disso, a cobrança “por fora” de honorários médicos é prática ilegal e antiética.

  33. Boa tarde Dr!!!

    Fiz meu convênio há 6 meses com IMC=37 sem nenhum tipo de doença relacinada ao meu peso e quando fiz só passei por uma pesagem com uma nutricionista. Hoje estou estou com IMC acima de 40, neste caso com o pedido do médico para a cirurgia o convênio pode se negar, e falar para aguardar os 2 anos de carência? ??
    Desde já agradeço.

  34. Olá tenho um convenio empresarial Medical Health sou dependente meu marido é titular durante 5 longos meses de exames consulta preenchimento de laudos hoje tive a negativa do convenio alegando que teria de passar durante 6 meses de psicologo não concordo com a ação do convenio posso entrar com um processo judicial quanto tempo leva. obrigada

  35. Boa tarde, se possível gostaria de tirar uma dúvida.
    a cerca de 6 meses fui contratado em uma empresa onde foi contratado o convenio Sul América, tanto no exame admissional quanto na ficha do convenio eu coloquei de forma verdadeira e honesta minha situação de saúde, obeso e hipertenso. Quando minha carteirinha chegou observei que todos os procedimentos tinham carência de 6 meses, bom tudo ok. Devido ter engordado mais um pouco e começar a sentir pra valer os efeitos da obesidade e da hipertensão procurei ajuda médica onde me foi informado que alem de um IMC de 40,16 (obesidade mórbida), da hipertensão também estou com esteatose hepática grau 3 e com Diabetes.. diante desses diagnósticos o medico me indicou a gastroplastia.
    apos todos os exames e laudos necessários dei entrada com o pedido de cirurgia no Hospital Santa Clara no dia 26/12/2014 e para minha surpresa no dia 30/12/2014 recebo um e-mail da Sul America pedindo que eu preencha um termo e assinale duas opções. a primeira concordando que eu tinha conhecimento da obesidade e que por algum motivo eu não informei que era obeso. ( o que segundo descrito no termo implicara na aplicação de uma carência de 24 meses). sendo que eu claramente informei que era obeso e hipertenso…agora a segunda opção no termo é discordar da afirmação ou seja dizer que eu não sabia que era obeso.( no termo tem uma observação em vermelho dizendo que caso eu discorde a operadora se resguarda o direito de analisar a minha altura e peso informados no momento da contratação, o que obviamente vai mostrar que sou obeso)..

    ou seja.. independente da alternativa que assinalar a operadora vai alegar doença pré existente e aplicar uma carência de 24 meses.
    por isso decidi não assinar nada e procurar alguma ajuda..
    Eu informei que era obeso e hipertenso.. por que colocaram uma carência de 06 meses? falta de atenção? não sei…

    Agora depois de todos os exames feitos de todo o gasto que tive com equipe multidisciplinar, suplementos, injeção para prevenir trombose, meias anti trombo, e todos os planos ref. ao afastamento do meu trabalho estou ficando preocupado que o convenio não libere essa cirurgia..

    pergunto. que culpa eu tenho?
    e todo o gasto que eu tive?

    se puder me orientar agradeço.

    • É preciso verificar se, no momento da contratação, você ja apresentava quadro de obesidade mórbida e se já havia indicação cirúrgica. Presumindo que não, o convênio não poderia, agora, negar a autorização alegando preexistência. Além disso, dependendo das comorbidades, eventualmente a cirurgia pode inclusive ser considerada como de urgência, de modo que também a carência pode ser afastada. Havendo recusa por parte do convênio, a questão pode ser discutida judicialmente.

  36. Bom dia Dr.!
    Fiz meu plano Unimed Curitiba em 14/03/13 e hoje me foi negada a cirurgia bariátrica. Plano alega que eu tinha doença pré existente, pois estava com 75kg medindo 1,64 imc de 27,5.
    Hoje meu peso é 132kg IMC 48.
    Mesmo assim a Unimed alegou doença pré existente.
    No dia 14/03/15 fará 2 anos de adesão. Plano particular e sem exames que comprovasse que eu tinha obesidade na epoca, outra coisa é que sempre fiz musculação e todos os médicos que me acompanham dizem que nunca ficarei pequena, pois minha estrutura é grande, sou musculosa mesmo obesa.
    O que faço?
    Aguardo os dois anos de carência?
    Moro em Curitiba.
    Muito obrigada!!!

    • A negativa de cobertura neste caso é ilegal e você não deveria ter que aguardar o prazo de 2 anos pois no momento da contratação aparentemente o problema não era preexistente. De qualquer forma, fica a seu critério decidir se em termos de custo benefício vale a pena aguardar até março ou procurar entrar com uma ação judicial para garantir, desde já, a autorização do procedimento.

  37. Bom dia, Dr.

    Acabei de contratar o plano prça realizar a cirurgia bariatrica pela unimed,esse mes de janeiro. Meu imc é de 46,7, sofro de apneia e dores nas pernas causadas pelo sobrepeso. Gostaria de saber se posso tentar a cirurgia quando tiver pelo menos 1 ano de carencia, ja que a carencia é na verdade de 2 anos.
    Obrigada

  38. Boa tarde Dr.
    Fiz meu plano ha 6 meses quando fiz estava com 90 kg com imc 35 grau II, engordei agora estou com 106 kg com imc 41,41, estou com a pressão alta e pré -diabética quando fiz o plano não tinha doença pré- existente, consultei com vários médico que me indicaram a cirurgia de redução, já estou até com os pedidos de exame para dar entrada no pedido será que a unimed vai negar o meu pedido?
    obs:. a carência na carteirinha é 6 meses para internações e cirurgias e não vem falando de 2 anos para doenças pré-existentes.

    Obrigada,

    • Passe com os médicos especialistas, solicite os relatórios por escrito e, havendo indicação do procedimento, o plano deverá cobrir. Caso haja negativa, é preciso verificar o motivo e, a partir daí, analisar concretamente se é viável uma ação judicial.

      • Ola boa noite…queria tirar uma duvida…fui a um cirurgiao geral e ele me solicitou a bariatrica urgente…tenho o plano de saude unimed pela empresa…o meu IMC é 59…meus pes ja racharam por conta do meu peso de 193 quilos o plano pode negar por carencia? Tenho 1 ano e meio de plano.

      • Se o plano tem mais de 30 beneficiários, não há exigência de prazo de carência. Caso contrário, e em se tratando de eventual doença preexistente, o prazo de carência poderia chegar a até 24 meses. No entanto, se a cirurgia for indicada em caráter de urgência, o procedimento deve ser autorizado de imediato.
        Havendo negativa, pode caber discussão judicial.

  39. Boa tarde! Eu tenho o plano empresa do meu marido, e um ano mudou de plano! Fui no endocrinologista e indicou para bariátrica e mandou pra equipe( o plano fez uma equipe com nutricionistas e endocrinologistas!) A nutricionista quis fazer acompanhamento e mandou pro endocrinologista. Já imaginei que ele ia tentar passar remédio! Ele fez isso e mas tentou me convencer pra não fazer! falou que estava com uma paciente careca e tinha outro que a mãe pagou e ele morreu! tentou me colocar medo! Mas os dois perguntaram se eu tinha algum laudo de médicos que tentei fazer tratamento antes! Fiz tratamento sim, mas estava com 96 ou 99 kg e com 1,59 m de altura.E agora com 102 kg. Liguei pra responsável da equipe e ela falou que podia ir atras dos médicos achei o endocrino que já tinha feito tratamento! Conclusão fiz todos os exames tenho todos os laudos. liguei pra ela pedindo a consulta com o cirurgião. fui e ele falou que tudo estava certo só que ele não podia dar o papel pra pedir a cirurgia, porque o plano fez um acordo com ele. Que só podia dar o papel depois do paciente ver que não tem carência! liguei pro número que ele me deu pra saber aonde eu ia entregar os laudos. Pelo telefone mesmo falou que não podia por causa da carência. Já que eu fui encaminhada pra equipe,ele já tinham que falar da carência! todos os exames vem dizendo pra que o médico quer o mesmo. E antes de fazer o plano não tinha pré-existência de doença.O que faço? Obrigada!.

  40. Tenho 37 anos e tenho imc 35, sempre fui acima do peso, desde criança. Tenho colesterol e triglicérides alto, gordura no fígado, refluxo enxaqueca e fortes dores nas mãos devido à obesidade, já tentei emagrecer de várias formas, inclusive coloquei balão gástrico, mais sem sucesso, tenho plano da unimed, e gostaria de saber se sou candidata à bariátrica, já faço tratamento com endocrinologista, devo conversar com ela sobre a cirurgia? Quais as chances tenho de ser aprovada?

    • Converse com seu médico para avaliar a indicação de cirurgia. Havendo indicação médica expressa justificando a necessidade da cirurgia e de que não se trata de procedimento meramente estético, o plano deverá cobrir. Caso haja recusa, eventualmente a questão pode ser discutida judicialmente.

  41. Boa noite, tudo bem? Gostaria de saber uma coisa. Contratei meu plano no final de março e tinha cerca de 75 kg. Mas quando contratei o plano eu estava numa fase depressiva, começando a engordar. A partir de 1 de maio o plano começou a valer, mas a época da contratação eu ainda não era obesa, tinha apenas sobrepeso. Eu estou começando a fazer acompanhamento com psiquiatra e ele me disse que como engordei muito, talvez eu precise de uma bariátrica. Também estou com gordura no fígado e dor nas pernas, marquei ortopedista. Fisicamente já não consigo mais fazer exercício por causa da dor nas pernas, estou com imc alto, pesando 99kg. Se o plano me negar a cirurgia e alegar que eu já era obesa, o que poderei fazer após os seis meses de carência? Fui obesa até os 12 anos e depois controlei o peso até que tive uns problemas pessoais e engordei, depois consegui perder, mas agora meu peso extra voltou dobrado. Terei de aguardar os 24 meses?

    • Encaminhe a documentação com a solicitação médica normalmente ao convênio. Se houver negativa, dependendo do motivo, eventualmente cabe discussão judicial para afastar a exigência do prazo de carência.

  42. Boa noite!
    Preciso de auxílio não sei oque fazer, eu tenho 33 anos sou pre diabética, com esofagite,ernia de hiato, refluxos absurdos e por causa do peso cansaço excessivo,falta de ar e tenho artrose na lombar com fortes dores e meu médico indicou a bariátrica tenho os laudos confirmando o meu estado de saúde, os laudos de todos profissionais e endocrinologista indicando a cirurgia, neles consta o imc acima de 40 e que nesse momento é de 40, 46 e o plano negou! Fiz uma reclamação na ans devido à negativa e mesmo assim tive outra negativa com o mesmo motivo que o meu imc não é superior a 35 ha mais de 5 anos, alegaram que antes da minh gravidez meu peso era muito baixo. Oq aconteceu é que tive que passar com o perito e ele começou a me fazer perguntas do arco da velha kkk e nessa ele me perguntou o peso antes da gravidez e eu falei que não lembrava direito e achava q era 74 e na verdade era 84, ele me solicitou prontuários onde tivesse datas e peso, eu solicitei cópia do prontuário no posto de saúde E demora p liberar, então a enfermeira do posto fez um documento com datas e peso, assinado e carimbado pela profissional e Tbm a cópia da minha solicitação de cópia de prontuário. E entreguei na auditoria e eles após análise me deram negativa. Por favor vc poderia me ajudar.

    • Diante da negativa de autorização, eventualmente a questão pode ser discutida judicialmente a fim de buscar a liberação e cobertura da cirurgia. Para avaliar a pertinência de uma ação judicial, o ideal é que procure consultar pessoalmente um advogado para que seja possível analisar concretamente o caso.

  43. Olá fiz meu plano a 5 meses porém foi colocado um bem baixo do meu, meu plano não fez nenhuma perícia antes, assinei os papéis e pronto, caso eu entre com. Pedido de uma bariatrica ele pode negar mesmo sem ter feito nenhuma perícia preventiva , obrigada

      • Mas se eles negarem posso entrar com uma ordem judicial pra poder pagar a cirurgia , caso prove que tenho problemas com a obesidade

      • Infelizmente não é tão simples. Se houve omissão deliberada nas informações no momento da contratação o contrato pode até mesmo ser anulado por fraude. O ideal é que procure consultar pessoalmente um advogado para melhor avaliar o caso.

  44. Pretendo fazer a cirurgia bariátrica, ao entrar no serviço publico federal a administradora do seguro aceitou todos os servidores que quiseram aderir ao plano unimed sem nenhuma carência, já tenho o plano a 1 ano e 6 meses. Quero saber se mesmo já sendo obeso poderá haver negativa do plano? visto que ao fazermos o plano deixaram claro que era ‘Sem nenhuma carência”

    obs: já fiz todos os exames e consultas necessários tenho os laudos favoráveis e retorno agora com o cirurgião para depois ir para perícia.

    • Se na contratação não havia previsão de nenhuma carência e houver indicação médica justificando a necessidade do procedimento, não há motivo para negativa. Caso seja negada a autorização, eventualmente cabe ação judicial.

  45. D.r vi um link do s.r. falando sobre processo de cirurgia bariátrica o s.r. pode me fazer um favor de esclarecer um dúvida .Tenho uma plano de saúde empresarial Sul America que tem 7 meses antes de entrar para o plano declarei que tinha tiroide mandei junto com os papeis a declaração do médico pois faço um tratamento por anos pelo convenio do meu marido mais como ele saiu da empresa tive que ir para o da minha impressa lá nos documentos mandei uma carta de próprio punho declarando o meu peso 110 e altura 1.70 lá eu já estava com o peso de 110 o meu IMC já era alto na Carências do site da sul America esta descriminado assim: 3 – 27/05/2016 – Cobertura para Parto, CPT – Cobertura Parcial Temporária: 01/08/2015 a 01/08/2017 E03 – OUTROS HIPOTIREOIDISMOS 01/08/2015 a 01/08/2017 H52 – TRANSTORNOS DA REFRACAO E DA ACOMODACAO o meu endocrinologista
    Me comunicou que eu estava com índice muito alto que corro risco de vida falei que ia procurar meios alternativos nutricionista ortomolecular ,academia mais não tive resultado ai fui passar no cirurgião já fiz todos os exame vou pegar o relatório com o meu médico e vou marcar a Cirurgia já passei com a equipe de nutricionista ,psicólogo , e vascular e tenho a liberação do cardiologista a minha dúvida e se o plano vai aceitar ou se ele recusar se posso recorrer pois desde do princípio não menti sobre o peso e não tenho restrição no convenio por obesidade pois o cid. de obesidade e E66.0
    Hoje estou com peso de 130,00 e o meu IMC e de 42,30

    • A princípio, pelo que você relata, seu quadro de obesidade já era preexistente ao momento da contratação então, teoricamente, você teria que
      cumprir normalmente o prazo de carência.

      No entanto, se a indicação cirúrgica se der em caráter de urgência, eventualmente é possível buscar afastar a exigência de carência.

      Encaminhe a solicitação ao plano e, caso haja negativa de autorização, eventualmente pode ser viável medida judicial.

  46. Boa noite, eu fiz um plano se saúde Amil blue 200 e a corretora na época colocou meu peso e minha altura diferente, fiz o plano 1/4/2014, hj meu IMC está muito além do que estava no contrato. Não passei por nenhuma perícia para me examinar , agora meu IMC está 42 e pressão alta, e o meu cardiologista pediu para eu fazer a bariátrica , será que eles vão negar pois vou fazer 2 anos de plano em abril, posso da entrada assim que estiver completado os 2 anos de carência? Eles ainda pode me negar ? Pelo fato estar no contrato peso e altura diferente? Obrigada!

    • Nunca se deve fornecer informações equivocadas ou incorretas no momento da contratação justamente para evitar problemas futuros. De qualquer forma, quando terminar o prazo de carência, encaminhe a solicitação médica ao convênio normalmente. Caso haja algum questionamento, pode ser necessário consultar um advogado para avaliar se alguma medida é cabível.

  47. Boa tarde!
    Em 2012 iniciei tratamento contra obesidade através do plano de Saude Bradesco, porém por questões pessoais mudei o plano em 02/2013 para Plamed Sergipe.
    No ato da adesão ao novo Plano *PLAMED* o corretor declarou que tinha 70kg e 1,60cm, sendo que, naquela época tinha 90kg e já sofria com o aumento de peso constante, porém devido a *omissão de informação por parte do mesmo, não foi caracterizado como doença pre- existente.
    Em 2014 engravidei e apos nascimento do meu filho a situação só piorou, não consegui perder nenhum kg*.
    Apos novas tentativas de reduação do peso, novamente sem sucesso, em meados do anos passo fiz acompanhamento com endocrinologista, ortopedista, nutricionista e psicologo, onde todos me orientaram a fazer cirurgia bariátrica devido está com IMC superior há 43, além de algumas doenças que se agravaram como gordura no figado, bursite, má circulação sanguínea, colesterol elevado, apneia, dores na coluna e pernas, cansaço e baixa auto estima.
    Ocorre que, em dezembro de 2015 a PLAMED negou meu pedido alegando que não possuo 5 anos de obesidade mórbida, pois ao aderir o plano “declarei peso de 70kg”.
    Diante dos fatos, a negativa da cirurgia é válida ou posso buscar ajuda judicial?

    • Eventualmente é cabível a discussão judicial, sim. Os critérios estabelecidos pela ANS servem apenas como parâmetro, mas quem define a pertinência do tratamento é o médico. A questão da carência deve ser melhor analisada. Assim, recomendo que procure consultar pessoalmente um advogado de sua confiança para avaliar o caso concreto e definir as medidas cabíveis.

  48. Boa tarde Doutor.

    Fiz meu plano em 2011, não fui submetido a nenhum tipo de exame. Não me lembro se no contrato eu preenchi meus dados de peso e altura, fato é. Hoje estou em processo para a cirurgia bariátrica e o prazo por doenças pré existentes vence em 20/11/2016. Meu IMC atual é 45. Será que terei problemas? Eu iria operar em agosto.

  49. Boa tarde, EU fiz o plano UNIMED NACIONAL, assinei o contrato dia 15/06/2016, quando eu fiz o plano eu informei que queria fazer a cirurgia bariátrica a corretora me informou que libera depois de 6 meses por causa da carência, assinei o contrato ela disse que não precisava colocar peso nem altura , então ela colocou meu peso e altura errado ,e a corretora ainda me informou quando a Unimed me ligasse que era pra falar que não tinha nenhuma doença e que não precisava de nenhuma cirurgia , liguei para o plano e me informarão que só poderia fazer a cirurgia depois de 2 anos estar correto isso ????

    • Se ficar caracterizado que no momento da contratação você já apresentava quadro de eventual indicação cirúrgica, pode ser exigida carência de até 24 meses por conta da preexistência, sim.

  50. Boa tarde, doutor.
    Tenho um plano da Unimed, da empresa que trabalho, há um ano, e meu filho como dependente. Ele nasceu com uma deformidade nos pés, e precisa passar por uma intervenção cirurgica. Marquei a cirurgia dia 23/09, e na semana seguinte, a Unimed me enviou um email solicitando uma declaração de saúde de meu filho, pedindo que eu preenchesse corretamente e não DATASSE o documento. Não seria correto eles terem pedido esse documento na aquisição do plano, e não so agora quando marquei a cirurgia? Eles tem possibilidade de não liberar essa cirurgia?
    Abraço.

    • Caso haja negativa de autorização, eventualmente a questão pode ser discutida judicialmente. Aguarde a resposta do convênio para que seja possível avaliar concretamente o caso.

  51. Olá Dr. Adquiri o plano de saude unimed federação(em 28/09/2015) quando estava em dieta e com um IMC de sobrepeso, Hoje estou com o IMC 46. E com muitas co-morbidades (incluindo diabetes, pressão alta, dislipidemia e etc…) O plano me negou a cirurgia e a médica perita me fez assinar um papel que eu tinha a obesidade antes de 2015, já há anos, ela me iludiu dando a entender que eu já estava com a cirurgia aprovada, e depois que eu assinei ela me negou o procedimento de cara. Eu realmente vinha em altos e baixos de peso no efeito sanfona, mas quando assinei estava com peso baixo. O senhor acha que tenho chance de tentar algo na justiça visto isso? qual o melhor procedimento a ser tomado pelo advogado? Muito Obrigado pela resposta e um abraço.

    • Dependendo do caso, é possível discutir a questão judicialmente, sim. Como seu caso tem diversos detalhes, é recomendável que procure consultar pessoalmente um advogado para avaliar a situação e as medidas cabíveis.

  52. Olá Dr. se for possível, gostaria de esclarecer algumas dúvidas. Adquiri meu plano da Unimed de Santa Catarina, vai fazer 8 meses que possuo o plano dia 28/11/2016. No momento em que fui assinar o contrato coloquei meu peso 131kg e 1,72 de altura (IMC 44,28) , não pretendia realizar a cirurgia, mas há uns meses atrás eu descobri apneia gravíssima, hipertensão, além de estar com dores muito fortes na coluna. Todos os médicos que fui me indicaram a cirurgia (perda de peso urgente), fiz todos os exames e passei por todos os médicos exigidos, dia 16/11/2016 tenho o retorno com o cirurgião para ver os exames e atestados, mas estou com muito medo da cirurgia ser negada e ter que esperar completar os 24 meses, sendo que minha cirurgia necessita de uma certa urgência. Paro de respirar 57 vezes por hora enquanto durmo (quase 1 vez por minuto) e isso vem me trazendo muitos problemas. Você acha que o plano pode negar minha cirurgia? Se houver a negativa e eu der entrada com advogado eu tenho chances de conseguir?

    • Com um IMC acima de 40, tecnicamente pode haver indicação cirúrgica e estar caracterizada, portanto, eventual preexistência cujo prazo de carência é realmente de até 24 meses. Por outro lado, se houver indicação da necessidade de realização da cirurgia em caráter de urgência, tal carência pode ser discutida judicialmente.

  53. Bom dia! Dr. Luciano
    Tenho o plano de saúde da unimed, tenho o IMC 30 sem indicação de cirurgia, e sem doença pré existente, mesmo eu não tendo indicação para a cirurgia, o prazo para carência de cirurgias de alto padrão é de 6 meses, se nesses 6 meses eu tiver engordado, tiver comorbidades e tiver indicação para cirurgia, o plano deverá seguir essa carência de 6 meses? Tendo em vista que não fiz nenhum exame ou passei por pericia na hora da contratação. Apenas assinei o documento de que a carência para cirurgias é de 6 meses.

    • O prazo de 6 meses é o prazo normal para procedimentos de alta tecnologia e deverá ser respeitado. A única hipótese em que este prazo de carência não se aplica é em situações de urgência/emergência.

  54. Meu plano de saude contratado é recente e sem carências. Ocorre que preciso retirar o anel de banda gastrica (cirurgia feita em 2008 particular) pois estou passando muito mal e contrai megaesofago. Qual procedimento devo adotar para meu convênio cobrir este procedimento cirurgico sem demora? E quanto tempo devo esperar pela autorização ou negativa da mesma? E se houver negativa, há alguma ação judicial?

    • Encaminhe a solicitação médica indicando a necessidade do procedimento. Via de regra, para procedimentos eletivos o plano tem até 21 dias úteis para análise. Se for urgente, a autorização deve ser imediata. Caso haja negativa de cobertura, é possível discutir judicialmente.

  55. Boa Tarde, fiz meu plano da unimed empresarial no dia 19/03/2017, não fizeram nenhum exame de perícia para avaliar possíveis doenças préexistentes. Quero fazer bariatrica, tenho imc 40, dores constantes de coluna. Já estou correndo atras dos laudos dos especialistas para operar após a carência de 6 meses. A unimed pode recusar o pedido? Tenho como recorrer na justiça? Muito Obrigada

  56. Bom dia,ha 8 meses fiz um plano de saúde empresárial,até então eu pesava 70 kilos e 1,75 de altura,devido a mudança de cidade,e alguns problemas de saúde como depressão,e compulsao alimentar foram surgindo eu engordei e hoje estou basicamente pesando o dobro!
    Diante disso o médico do sus ( pq no interior onde eu estava,não tinha nenhum hospital ou médico coneveniado) que estava me acompanhado nesse período,me indicou a bariatrica,mas agora estou em dúvida, s era que o plano pode me barrar? Pq engordei muito rápido?
    O médico do sus disse que se eu não operar vou continuar engordando, a ponte de falecer,pois meus exames estão péssimos!
    Desde já Grata!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s